Studio Gigi

Studio Gigi

Luzes + matização + hidratação + escova R$:180.00
Luzes + matização + reconstrução + escova R$:220.00

Ombre hair a partir de R$220,00
Pacote com 3 reconstrução R$250,00 e você ganha uma Cauterização
Sobrancelha R$:30.00
Mão R$:20.00
Pé R$:25.00
Pé e mão R$:40.00 (terça a quinta)

Água muito quente nem pensar!

Nos dias mais frios do inverno, tomar banho está longe de ser um ritual agradável. Mas, depois que o corpo se habitua àquela água quentinha, nem dá vontade de sair.

Pois saiba que esse banho tão relaxante, quando tomado com água quente demais, prejudica sua pele e seus cabelos. “A pele tem uma camada natural de proteção, feita de água e gordura, que é retirada quando a água é muito quente”, diz Leonardo Abruccio, médico dermatologista do Hospital Santa Catarina, da capital.

As pessoas com pele seca sofrem mais. O ressecamento costuma causar coceira e a pele fica vermelha, pinica, arde ou “queima”. Mas quem tem pele oleosa também é prejudicado porque, ao detectar a retirada da oleosidade necessária, o organismo acelera a produção de sebo.

O ideal é tomar banho com água morna e não demorar muito. “É possível compensar as coisas. Se a água é bastante quente, ao menos tome um banho bem rápido”, recomenda Cristiano Horta de Lima Júnior, dermatologista do Hospital Estadual Ipiranga.

Usar sabonetes suaves –de glicerina ou com hidratantes, por exemplo– e nunca recorrer a buchas são outras dicas importantes. “Após o banho, principalmente as pessoas com pele seca devem aplicar hidratante”, afirma Abruccio. A absorção é maior quando a pele está úmida –prefira aplicar o produto nessa hora.

Outro cuidado é usar filtro solar. “Muita gente acha que durante o inverno a radiação diminui tanto que não é preciso aplicar filtro solar para se expor ao sol, mas a diferença não é significativa. Por isso, nada de dispensar a proteção”, alerta o dermatologista Abruccio. Outra dica: mesmo em dias nublados, o filtro solar é indispensável porque, embora não seja perceptível na hora, a radiação atravessa as nuvens e chega à pele.

Em geral, a irritação gerada pelo ressecamento da pele acaba quando o paciente adota as recomendações básicas, sem necessidade de fazer tratamento específico.

Cabelos

Assim como a pele, os cabelos também sofrem com o banho muito quente, pois os fios também têm uma camada de gordura protetora que é eliminada. Outra iniciativa prejudicial é usar secador. Quando ele se limita a produzir vento, sem aquecimento, não há problema. Mas, quando o vento é quente, aumenta o risco de ressecar o cabelo. Por isso, o secador deve ser mantido a pelo menos 15 centímetros dos cabelos.

Mesmo quando todos os cuidados são adotados, a queda de cabelos aumenta durante o inverno. “É uma situação normal e não deve assustar ninguém”, afirma Lima Júnior. “No verão, a queda vai diminuir mesmo sem tratamentos ou cuidados especiais.”

Fonte: Folha de S.Paulo